Literatura como combustível

Os escritores Helder Herik, Nivaldo Tenório e Mário Rodrigues, três amigos de Garanhuns, criaram a editora u-Carbureto, que publica livros, blog e fanzine
Álvaro Filho
seualvaro@gmail.com
Capa do Caderno C do Jornal do Commercio (11/08/2011)
O carbureto é um composto químico bastante eclético, utilizado tanto na metalurgia pesada para soldar placas de aço, quanto no cotidiano das pessoas, seja para amadurecer mais rapidamente um cacho de bananas ou acender o lampião. Uma nova aplicação para ele foi desenvolvida no Agreste pernambucano, mais precisamente em Garanhuns. E por três professores que curiosamente não ensinam química, e sim literatura. Há cerca de um ano, o trio Mário Rodrigues, Helder Herik e Nivaldo Tenório criaram o selo editorial u-Carbureto, uma iniciativa ousada, considerando a equação literatura + interior de Pernambuco, que já resultou em um livro e hoje dá a luz a outro. Luz à base de carbureto.
O lançamento em questão é A curva secreta da linha reta, de Mário Rodrigues. Ele sucede a As plantas crescem latindo, de Helder Herik e, mostrando que o carbureto é um bom combustível, até dezembro deve ser impresso Dias de febre na cabeça, de Nivaldo Tenório. Um segundo livro de Helder já está na fila, assim como outro de Mário. Uma demanda reprimida que esconde igualmente a ânsia em ser lido e o amor pela palavra impressa. Um sentimento reconhecido por eles como anacrônico, ao ponto de ser representado pelo “u” adicionado ao nome do selo com função ambígua de um artigo. “Mas que funciona também como um símbolo que rivaliza ao tecnológico @”, explica Mário.
O selo editorial u-Carbureto é na verdade uma evolução do fanzine de mesmo nome editado pelos três desde 2005, no qual os primeiros escritos em formas de poemas e contos ganharam as ruas de Garanhuns. A publicação bimestral, porém, perdeu a validade. “Percebemos que havíamos amadurecido e que estava na hora do livro. Mas em vez de fazermos isso isoladamente, decidimos trabalhar coletivamente. Daí transformamos o jornal numa espécie de editora”, conta o autor de A curva secreta da linha reta, que encara hoje à noite a emoção, inesquecível para um escritor, da primeira noite de autógrafos.
Porém, quem é do ramo sabe que publicar um livro, salvo para alguns escritores, é um trabalho de parto a fórceps. A logística editorial do u-Carbureto não é diferente e envolve a impressão dos originais em São Paulo, numa gráfica que fica responsável pela obtenção do ISBN (do inglês International Standard Book Number), código de barras estampado na contracapa que serve para identificar a publicação em qualquer lugar do mundo e, mais importante, permite que a mesma seja comercializada em livrarias.

Postagens mais visitadas deste blog

Impulso

Suspiros

Paulo Gervais, Poeta.