Dona Lourdes


Dona Lourdes era muito pobre e deixada do marido com filhos pequenos. Erivaldo, Erivando e Erivania. Todos famintos e sem estudo. Uma vizinha quis pegar Erivania pra criar, mas a menina tinha vergonha de comer e saber da família passando fome. Todos de D. Lourdes eram assim, só estariam em paz na fome coletiva. Um dia D. Lourdes disse a coisa que mais me partiria o coração. A cabeça baixa, os olhos pro chão, o peito sem ar... Disse comer em prato de plástico, dos de goiabada, e todo dia colocava comida na boca, só pra sentir o gostinho, enganar o juízo, mas logo tirava e dava aos filhos, que nenhum havia pedido pra nascer e nenhum haveria de morrer.

(Imagem: Pinterest)

Postagens mais visitadas deste blog

Impulso

Suspiros

Paulo Gervais, Poeta.