Burocratas?

Acabo de assistir um vídeo curto sobre Maradona. É apenas um aquecimento pré-jogo, troço burocrático, sem graça, enfadonho. Mas calma, em campo temos Maradona. Já ali se percebe a genialidade do argentino. Seu aquecimento parece dança: embaixadas na coxa, ombros, cabeça, chutão pra bola ir nas alturas e depois cair mortinha nos pés. E ele rola no chão e levanta e rola de novo e de novo. Bate palmas, grita e caminha com a bola dominada na cabeça. Tudo natural, tudo sem esforço. Tudo íntimo e alegre. Ele, gênio entre burocratas. Também há vídeos assim sobre Ronaldinho. Dois gênios.